quinta-feira, 1 de outubro de 2015

ATEÍSMO: UM ENTENDIMENTO DO QUE É SER ATEU






Fernanda Toffuli



“Ateu é alguém que não acredita em divindades e a polêmica se deve ao fato de que a crença em deuses já está enraizada na nossa cultura”, comenta o químico Wellington Junior Camargo.

Essa é uma das afirmações que algumas pessoas utilizam para expressar a sua “não-crença”. A palavra ateu tem origem no grego atheos, que significa aquele que não crê em divindades ou seres divinos, sendo também aplicado nos casos em que não se participa de doutrina ou alguma religião.

 Símbolos ateus 

Essa ideia do não criacionismo vem sendo discutida muito antes  da especulação da ciência nos tempos modernos ou do aparecimento de algumas religiões.

A palavra ateu foi utilizada no século 18, principalmente sob a forma de "insulto" às pessoas que não tinham nenhuma fé eu um Deus monoteísta, sendo que hoje essa palavra ganhou um significado diferente, denominando apenas o livre pensamento e a não apreciação de divindades, mas mesmo assim, ainda existem pessoas que têm preconceito com quem não acredita na existência de Deus.
“Existem verdades individuais e cada qual tem a sua. O ateu ao se defender das investidas de alguns religiosos usa de conhecimentos científicos e nisso acaba por ofender a religiosidade. Como a ciência é tida como a verdade mais próxima do que seria absolutista , o ateu chega a ser repudiado – por ter raciocínio tendencioso ao científico- já que “ofende” o teísta que tem por verdade a fé”, diz Sidnei Chaia, militar.
Muitas pessoas que não tem uma fé muitas vezes são tratadas como “erradas” e “más”, sendo vítimas de preconceito por parte de alguns religiosos desinformados em relação ao ateísmo, ou a não crença em deuses.
Sobre o ponto de vista ateu, não existe céu ou inferno, nem vida após a morte, tornando a realidade atual a única verdade conhecida, sendo que essas pessoas podem fazer caridade, escolhem a denominação política a seguir e mesmo a ética, sendo que cada uma delas são “livres-pensadores”, não tendo nenhuma ligação com a religiosidade. 


“ É importante que os ateus se mobilizem para ganhar cada vez mais espaço na sociedade, porque quanto mais pessoas assumirem seu ateísmo publicamente,a sociedade tratará os ateus com mais respeito. É possível ser bom ao próximo sem precisar acreditar em divindades”, completa o químico Wellington  Camargo.






Fernanda Toffuli é jornalista  pós graduada em Assessoria, Gestão da Comunicação e Marketing pela Universidade de Taubaté (UNITAU).

Nenhum comentário:

Postar um comentário