domingo, 12 de junho de 2011

ÂNGULOS DIFERENTES DAS QUEDAS NO SURF. ÂNGULOS ATRAVÉS DOS QUAIS, TALVEZ, VOCÊ NUNCA TENHA VISTO





Por Cássio Ribeiro


Todos os dias, acordamos e entramos em contato com um mundo que é velho conhecido nosso. Vemos carros nas ruas, pessoas que andam apressadas nos centros das grandes cidades, crianças que brincam e tudo o mais que o leitor já viu, guardou em sua memória e é capaz de lembrar-se agora; pense só!




Só que também existem acontecimentos que se repetem periodicamente em nosso mundo vivente e nós não podemos perceber, seja pelo local impróprio onde acontece tal fato, seja pela própria rapidez do acontecimento em si, que não permite ao nosso limitado aparelho visual humano registrar. São momentos mágicos, únicos, lindos e, infelizmente, não testemunhados de forma ocular pela maioria dos humanos.




É por esses momentos e acontecimentos que não podemos ver que o fotógrafo australiano Mark Tipple é fascinado. Mark, que tornou-se especialista em registrar imagens de banhistas e surfistas no fundo do mar, conta que sempre foi atraído pelo que acontece abaixo da superfície; aquilo que está acontecendo e não podemos ver.





"Como vim com um repertório de surfe, eu costumava imaginar o que acontece quando estamos mergulhando, como é a aparência de um ângulo diferente do que costumamos ver. Eu costumava surfar com uma pequena câmera de vídeo presa ao meu capacete. Funcionou surpreendentemente bem, mas meu pescoço não conseguia absorver o impacto enquanto eu tentava mergulhar e capturar o ângulo certo. Tentei uma nova abordagem para capturar aquilo que queria; o que, basicamente, significava sair da prancha de surfe. Sem prancha, eu virava a câmera para os surfistas e os fotografava enquanto eles se contorciam e lutavam para evitar a água acima (da onda). Chegando à superfície, olhei a tela de led (da câmera) e a primeira imagem desse meu novo trabalho estava lá", conta o fotógrafo. Mark também afirma que, em 2011, está trabalhando para associar seus trabalhos com causas humanitárias.



Nesta semana, o Blog da Rádio Web Matrix apresenta uma matéria diferente. Publicamos neste domingo 12/06, um ensaio fotográfico do australiano Mark Tipple. As fotos sensacionais falarão por si, não sendo necessários textos muito aprofundados além de alguns comentários em forma de legenda embaixo das fotos. Nessa semana, a expressão do trabalho deste Blog fica apenas a cargo das imagens do australiano Mark Tipple, confira abaixo:




Acho que vi uma gatinha sendo "tragada" pelo tubo ali à esquerda




Congestionamento aliviado por diferentes níveis de "navegação"

Um "caldo" solidário e espelhado




A tempestade 1





A tempestade 2




Depois de toda tempestade ...




sempre vem ...



a bonança

Em situações como essa, no Havaí por exemplo, a rasa e afiada bancada de coral faz picadinho de surfista




E viva o Sol

Um comentário: